sexta-feira, outubro 23, 2015

Feira Patch & Arte SP 2015

Posted by with No comments
   Primeiro dia de feira e lá estava eu! Saí do serviço mais cedo, debaixo da maior chuva e cheia de curiosidade pra ver todas as novis!


   Bom, de fato, tinha muita coisa bonita! Vi uns panos de prato em Patch Aplique que tive vontade de chegar em casa e jogar todos os meus no lixo kkkk Tinha uma colcha de patchwork bem na entrada, toda em tons de cinza, que era a coisa mais linda e chique do mundo! As corujas estavam dominando o ambiente, tudo muito bem feito! Mas confesso que além de ver trabalhos incríveis, minha maior expectativa era a de comprar materiais e tecidos mais baratos. Sinceramente não sei de onde tirei esta ideia kkkk, mas esperava, do fundo do meu coração, achar alguns itens que vivo sonhando em comprar por um preço mais camarada.
    Só para se ter uma ideia de como estava tudo caro, aquele calcador de franzir ruffler (um bem grandão), na internet está em média R$ 40. Lá estava entre R$ 60 e R$ 99 (Aff!). Uma base de corte rotativa que eu achei por R$ 90 na internet na Sintel (que também estava lá, mas não tinha a bendita pra vender), a mesma marca lá estava sendo vendida por R$ 150. Mas tenho que admitir que a base de corte tamanho A1 (60x90cm) estava mais barata na stand da Farmáquinas: R$ 150. Aliás, esta foi uma das poucas stands que eu consegui comprar alguma coisa. Ela fica bem na entrada da feira e tem um expositor cheio de calcadores (que sonho!) e os preços estavam aceitáveis, mas nada comparado à stand da Clamak, que estava vazia, porém foi o lugar que achei os calcadores com os melhores preços (mas eu já tinha comprado - que reiva!).
  No quesito tecidos, o negócio estava de lascar o cano: cada fat quarter nacional estava entre R$ 4 e 12. Os importados eu nem cheguei perto. Pagar mais de R$ 40 por um fat quarter foge totalmente ao meu estilo de vida kkkkk
   Não me arrependo de jeito nenhum de ter ido, mas... Como a única feira de artesanato que eu tinha visitado tinha sido a Mega Artesanal, queira ou não, a gente acaba esperando mais (eu sei que não tem comparação!). De qualquer forma, voltei com várias ideias de trabalhinhos, ratifiquei o pensamento que não é fácil viver de artesanato kkkk e saí de lá com a certeza que realmente amo artes! Fazer arte é uma terapia, um prazer que só quem se dedica sabe!
   E você, pretende ir à feira? Já foi? O que achou? Conta pra gente.
   Beijos e até a próxima aventura.
   

0 comentários:

Postar um comentário